Apache Maven, ou simplesmente Maven, é uma ferramenta para gerenciamento e automação de projetos em Java. Ela é similar à ferramenta Ant, mas possui um modelo de configuração mais simples, baseado no formato XML. Maven é um projeto da Apache Software Foundation.

By Wikipedia

Após uma longa demora do pessoal do Maven, finalmente lançaram o Maven 3, e com isso finalmente uma grande release. Com essa última release do Apache Maven 3, eles tentar reconquistar os desenvolvedores perdidos para outras ferramentas como Ant+Ivy, Buildr e Gradle. Uma das maiores críticas, o excesso de XML, agora pode ser eliminado. Já que as estruturas internas não estão mais ligadas diretamente ao XSD do POM, podemos popular essas estruturas de diversas maneiras, inclusive programaticamente onde for conveniente. É dessa forma que o polyglot maven funciona: http://polyglot.sonatype.org/

A principio seria lançado o Maven 2.1, porém as mudanças que estavam por vir eram tão grandes que os desenvolvedores resolveram copiar todo o código para uma nova versão de Maven a terceira versão. Mas para quem ainda usa o Maven não precisa se preocupar ele tem retrocompatibilidade com as versões anteriores.

No desenvolvimento foram feitas diversas melhorias, porém, dentre elas a que possui mais destaque é a performance. A performance foi melhorada para ser de 50% até 400% mais rápida. Os benchmarks (retirados através de testes de integração) apontam melhorias no I/O de Disco, I/O da Rede, CPU e memória.

Uma outra grande mudança é que o Maven 3 foi construído sobre o Google Guice, ao invés do Plexus Conteiner. Essa mudança permite que posteriormente eles possam usam outro frameworks de injeção de dependências. Uma outra vantagem do foi a separação de interesses do POM.xml onde agora podemos dividir ele em um ou mais arquivos.

Para maiores informações acesse http://www.infoq.com/news/2010/10/maven-30-released

Outros assuntos

  • Extendendo o Objetos com Javascript
    Embora JavaScript não tenha recursos como Java, PHP entre outras linguagens, é possivel extender classes com JavaScript através do prototype, com ele podemos extender qualquer classe JavaScript inclus...
  • O que foi o Encontro Ágil para mim
    Tive a oportunidade de ir no Encontro Ágil 2010 sem "palestras" (e sem café) que ocorreu no dia 06/11/2010, na minha opinião foi muito bom o evento.  Bem organizado bons assuntos em discussão e  o pes...
  • MongoDB e Java
    Vamos demonstrar como utilizar a API Java do MongoDB como uma alternativa a banco de dados relacional....
  • Jboss Weld e JSF 2.0 do começo ao fim
    Neste artigo vamos falar sobre injeção de dependências com Java, agora com o CDI temos uma maneira oficial de realizar as injeções, já é de conhecimento que outros frameworks já realizavam esse tipo d...
  • Consumindo Serviços Rest com RestEasy
    Gerar um Server Rest com a JAX-RS ficou muito mais fácil, mas para gerar um Client nem tanto, poderiamos utilizar o tradicional HttpClient e o XStream para fazer o parse do resultado para o objeto. Pa...
  • Dicas para começar trabalhar com JBoss Weld e JSF 2.0
    Olás, O framework de desenvolvimento JSF vem ganhando bastante espaço entre os desenvolvedores e empresas com a versão 1.2 ele trouxe bastante melhorias, mais ainda é como se ele tivesse diversos G...
 

One Response to Maven 3.0 Release

  1. [...] Vamos construir nossa aplicação baseado em JUnit 4.x pois é muito mais confortável utilizar anotações de testes e o Spring para fazer a nossa injeção de dependência assim podemos separar configurações de testes da de implementação real.  Para fazer o nosso build e gerenciar as dependências vamos utilizar do Maven 2(Confira as novidades do Maven 3.0 aqui). [...]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

This site is using OpenAvatar based on